Home >> Notícias >> Vazamento de amônia mata trabalhador

Vazamento de amônia mata trabalhador

No final da tarde de ontem (06/11), um grave vazamento de amônia ocorreu na empresa Polpanorte, na cidade de Japurá.

No final da tarde de ontem (06/11), um grave vazamento de amônia ocorreu na empresa Polpanorte, na cidade de Japurá.

Um trabalhador de 27 anos faleceu na tarde de ontem, (06/11), vítima de acidente de trabalho enquanto realizava manutenção de maquinário. O trabalhador sofreu parada cardiorrespiratória devido à inalação de gás de amônia que vazou de uma das câmaras frias da empresa. Os paramédicos tentaram reanima-lo por aproximadamente uma hora, mas o trabalhador não resistiu. Outros três trabalhadores estão internados em estado grave.

O Presidente da Contac, Siderlei Silva de Oliveira diz estar indignado com a ocorrência de mais um acidente com vazamento de amônia e lamenta a morte do trabalhador. Afirma que ‘‘os acidentes com vazamento de amônia não acontecem apenas nos frigoríficos, mas em outras empresas como é o caso da Polpanorte. O risco de acidentes fatais por falta de manutenção adequada ocorre em todas as empresas da alimentação que tenham câmaras frias’’.

O Presidente do SINTRACIA (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da alimentação de Cianorte) Cirso da Silva disse que o Sindicato procurou o Ministério Público do Trabalho de Umuarama e denunciou a empresa Polpanorte.
Cirso disse que trabalhadores informaram que aproximadamente há um mês outro trabalhador faleceu em acidente de trabalho na empresa, uma porta da câmara fria teria caído sobre o trabalhador. O sindicato está apurando as informações.

Até o momento a empresa não se pronunciou sobre o acidente.

 

A amônia é um produto químico perigoso, corrosivo para a pele, olhos, vias aéreas superiores e pulmões. Caso seja inalada, pode causar tosse, chiado no peito, falta de ar, asfixiar e queimar as vias aéreas superiores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top